A mulher na janela – A.J.Finn

a-mulher-na-janela-a.j.finn

 

Depois de anos trabalhando como crítico literário e editor, o americano A.J.Finn decidiu escrever um romance, sem imaginar que se tornaria best seller internacional em 41 países. A mulher na janela é um suspense, mas também um thriller psicológico onde o leitor entra no mundo interior da personagem Anna Fox.

Para escrever o seu primeiro livro, A.J.Finn baseou-se em sua própria experiência de vida. O autor luta desde os 21 anos contra a depressão. Apenas recentemente ele recebeu o diagnóstico de transtorno bipolar. O ajuste na medicação o ajudou a escrever A mulher na janela. Ele afirmou em entrevista que gostaria de contar a história de uma pessoa com doença mental, mostrar que precisam de cuidados e empatia.

A personagem Anna Fox é uma psiquiatra especializada no atendimento de crianças e adolescentes. Por algum motivo que o leitor não sabe (sem spoilers!), Anna tem depressão e agorafobia (medo de espaços abertos) e não consegue sair de casa. Sua principal ocupação é espionar a vida dos vizinhos e navegar na internet.

A trama do livro se desenvolve como um filme de suspense, não por acaso uma das principais influências do escritor. Quem viu o filme Janela Indiscreta irá identificar de imediato as semelhanças com a obra-prima do diretor Alfred Hitchcock. Uma pessoa que não pode sair de casa testemunha (ou pensa que viu) um crime.

Apesar da referência óbvia, Finn dá um toque moderno à trama, com uma personagem principal mulher e a exploração dos conflitos psicológicos. O autor consegue revitalizar o gênero suspense e policial, usando a estrutura dos filmes clássicos.

Aliás, os filmes antigos são a paixão do escritor e também da personagem Anna. A obra é tão cinematográfica que já está sendo adaptada para o cinema, com a atriz Amy Adams no papel principal.

“Boneco de Neve”, filme baseado no policial de Jo Nesbo, estreia dia 23/11

estreia filme boneco de neve

O escritor norueguês Jo Nesbo criou uma série de livros policiais sobre o detetive Harry Hole

 

O filme “Boneco de neve“, baseado no romance de Jo Nesbo que já vendeu mais de 20 milhões de cópias no mundo, estreia no próximo dia 23 de novembro. No livro, o detetive Harry Hole investiga uma série de assassinatos macabros que acontecem sempre durante o gelado inverno da Noruega.

O alvo principal dos assassinatos são mulheres casadas e mães. À medida que Harry Hole desvenda o quebra-cabeça deixado pelo assassino, ele se convence cada vez mais que, pela primeira vez, há um serial killer em sua área.

O sinal característico do serial killer é um boneco de neve – o anúncio de uma nova vítima. Inicialmente, o detetive Harry Hole enfrenta uma resistência do departamento de polícia, que desacredita a teoria de Hole: “Não há serial killers na Noruega”.

Harry Hole é um detetive brilhante e inteligente, mas com um impulso para a autodestruição. É viciado em álcool; vive como um abstêmio sempre à beira de uma recaída. Tem um relacionamento complicado com a ex-namorada e se envolve com a colega de trabalho Katrine Bratt. No filme, Hole é interpretado pelo ator Michael Fassbender, uma escolha que combina com o charme do personagem. 

O escritor Jo Nesbo já publicou diversos livros sobre o detetive Harry Hole. A série já possui onze livros e ainda não terminou. “Boneco de neve” é o primeiro livro adaptado para o cinema.

“Assassinato no Expresso Oriente”, de Agatha Christie, ganha novo filme

assassinato no expresso oriente filme

 

O clássico do romance policial, “Assassinato no Expresso Oriente”, da escritora Agatha Christie, ganhará uma nova versão nos cinemas. O filme, dirigido pelo diretor Kenneth Branagh, estreia no dia 23 de novembro.

Aliás, é o próprio Kenneth Branagh que interpreta o famoso detetive Hercule Poirot, o personagem mais célebre da escritora inglesa. Em “Assassinato no Expresso Oriente”, Poirot está na Turquia quando recebe uma mensagem para retornar a Londres. Ele embarca no Expresso Oriente. Após a viagem ser interrompida por uma forte nevasca, um dos passageiros é assassinado. Li o livro quando era adolescente e lembro que na época achei a trama bem original 🙂

assassinato no expresso oriente 2017
A adaptação de 2017 é repleta de estrelas como Johnny Depp, Michelle Pfeiffer, Penélope Cruz, Judi Dench e Willem Dafoe. O  diretor  Branagh tem a pressão de superar o filme de 1974, que ganhou Oscar nas categorias atriz coadjuvante (Ingrid Bergman), melhor roteiro adaptado e melhor fotografia. A versão da década de 70 também teve no seu elenco estrelas como Lauren Bacall e Sean Connery.